Quinta-feira , 31 Julho 2014
Capa > Universo Feminino > Danças Juninas

Danças Juninas

12 Flares Facebook 8 Twitter 4 Google+ 0 Pin It Share 0 12 Flares ×

Como dissemos num post anterior sobre Festas Juninas, no Brasil as danças juninas são diferenciadas em cada região do país. No nordeste do Brasil, temos festas juninas tradicionais, onde as danças juninas típicas decorrem ao  ritmo de sons  regionais como o forró, o baião, o xote, o reizado, o samba-de-coco, etc.

As músicas variam de alguma música famosa do momento, desde que de acordo com o  ritmo local, até as cantigas tradicionais típicas das festas juninas. As comemorações iniciam-se no dia 12 de Junho Dia de Santo António, e decorrem em outras datas, porém  as mais tradicionais acontecem no Dia de São João 24 de Junho e Dia de São Pedro 29 de Junho.

Dança Junina – Foto de Júnior Miranda – Wikipédia

O arraial ou a quermesse é o palco das danças juninas, onde cada casal apresenta diversos passos tradicionais préviamente ensaiados. Geralmente estas danças juninas recebem o nome de ‘quadrilha’ e fazem parte dela cerca de 20, 30 ou mais casais. Quase sempre o tema da dança junina é o mesmo, ou seja o casamento. Por isso faz parte das danças juninas um casal de noivos, um padre, e os padrinhos que são os dançarinos ou bailarinos que realizarão a quadrilha.

Nestas danças juninas é obrigatório o uso do traje típico:

Para os homens: Camisas com estampa xadrez ou florida de manga longa, calça enfeitada com remendos (retalhos de tecido), lenço no pescoço, bota de cano alto, chapéu de palha e um bigodinho falso  conseguido através de uma leve maquiagem.

Para as mulheres: Vestidos floridos, ou de cores fortes, enfeitados com muitos babados e rendas, e mangas bufantes. Os cabelos podem ser soltos ou apanhados, e enfeitados com flores, ou grandes laçarotes coloridos. Se preferir  utilize um aplique para os cabelos em forma de trança ou rabo-de-cavalo. Se quiser pode também utilizar um chapéu de palha. A maquiagem deve conter batom vermelho, bochechas rosadas e algumas pintinhas pretas a imitar as famosas sardas.

A Dança Junina tem marcações de passos específicas:

Caminho da Festa: Os pares seguem os noivos, em uma longa fila e param quando recebem a ordem do narrador da quadrilha.
Anarriê: Os casais se separam e dão um espaço formando 2 colunas com distância de cerca de 3 metros (entre ambas).
Cavalheiros cumprimentam as damas: Os homens se aproximam das moças, fazem uma vênia, mantendo a cabeça erguida a olhar para a moça.
Damas cumprimentam os cavalheiros: O mesmo deve ocorrer, só que agora são as moças que cumprimentam os rapazes.
Saudação Mútua: Moça e Rapaz se aproximam, o rapaz beija a mão da moça.
Passeio: Os casais agrupam-se em fila, e as moças apoiam seus braços nos braços dos rapazes.
Changê: Troca-se de dama com o rapaz ao lado, num cruzar de braços, a seguir repete-se o passo e volta-se a ficar com a parceira inicial.
Olha o Túnel: Todos os casais elevam os braços em forma de curva a formar um túnel.
Caminho da roça: Os casais fundem-se formando uma só fila.
Olha a chuva: Todos dão meia volta.
É mentira: Todos dão meia volta novamente e gritam Êeeee
Olha a cobra: As moças gritam e pulam, e os rapazes tentam segura-las.
Olha o Caracol: Todos se fundem numa única fila e começam a fazer curvas sinuosas ao comando do narrador da dança.
Formar roda: Todos se dão as mãos formando um grande roda.
Damas ao Centro: As moças formam um roda no centro, enqauto os rapazes formam um roda por fora.
Passeio: Volta a se darem as mãos com seus respectivos apres e forma novamente um fila.
Baile Geral: Todos os casais dançam aleatóriamente e dispersamente pelo local da dança.
Acabou o Baile: Os rapazes retiram os chapúes e acenam ao público, e as moças, balançam um lencinho na mão a dizer adeus ao público.

Além das danças citadas acima também temos outras diferenciadas como o Fandango, o Lundu de origem africana, o Bumba-Meu-Boi, o Cateretê ou Catira do sul do Brasil, e a caipira da região centro-oeste do Brasil. Cada uma segue um ritmo de música diferente, bem como passos específicos das tradições locais.

Para a realização deste post foram retiradas informações da Wikipédia e do site Luna e Amigos.

12 Flares Facebook 8 Twitter 4 Google+ 0 Pin It Share 0 12 Flares ×

Um comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos Obrigatórios *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

12 Flares Facebook 8 Twitter 4 Google+ 0 Pin It Share 0 12 Flares ×