Sábado , 21 Outubro 2017
Capa > Universo Feminino > A era dos relacionamentos líquidos e descartáveis

A era dos relacionamentos líquidos e descartáveis

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

É notório que as relações mudaram nas últimas décadas. É natural que assim seja, faz parte da evolução humana. Evolução? Na opinião de alguns sim, na minha opinião não. Estamos na era dos relacionamentos líquidos e descartáveis, onde sites de relacionamentos e aplicativos para telefones fazem com que muitos se comportem como se estivessem numa feira a escolher a próxima refeição. Combinam, conversam, o papo logo descamba para o lado sexual da coisa e o sentimento e demais afinidades ficam de lado, ou sequer são avaliadas ou levadas em conta. Se a mulher aceita e corresponde as investidas é rotulada de fácil, vulgar e promíscua. Se a mulher não aceita é logo rotulada de fresca, bloqueada, descartada ou severamente ofendida. A finalidade quase sempre é o relacionamento sexual rápido ou até mesmo apenas virtual. Isso é evolução?

A era dos relacionamentos líquidos e descartáveis

O comportamento sexual humano muda constantemente sendo influenciado por fatores culturais e sociais, entre outros. As diferenças são também evidentes entre homens e mulheres e são aceites de maneira diferente pela sociedade. Enquanto os homens tendem a ser mais promíscuos e a procurar mais parceiras sexuais durante a vida, sendo este comportamento bem aceite pela sociedade, as mulheres tendem a focar-se mais na qualidade do parceiro sexual do que na quantidade de parceiros, sendo normalmente criticadas quando expressam um comportamento sexual mais promíscuo e semelhante ao dos homens.

Muitos justificam certos comportamentos baseados  na biologia masculina e feminina desde os primórdios. Porém o  comportamento sexual humano não pode ser justificado apenas pela biologia, como informa o infográfico abaixo. Este depende de muitos outros fatores que se podem manter constantes ou alterar-se durante a vida.  E você o que acha sobre esta evolução dos relacionamentos?

A ciência da promiscuidade
0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos Obrigatórios *

*


sete − = 1

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×